Análise Blossom Tales: The Sleeping King

Blossom Tales: The Sleeping King

Nintendo Switch | STEAM

A história que vamos contar é a de Blossom Tales: The Sleeping King, um jogo indie da Castle Pixel, que vai aquecer o coração de todos os fãs da Nintendo. Mais concretamente fãs dos jogos Zelda, A Link to The Past… e de The Link´s Awakening também.

Blossom Tales: The Sleeping King não vive apenas da lenda de A Link to The Past. Um avô narra a aventura de Lily Knight Of the Rose, que tenta quebrar um feitiço do rei, trazendo de volta a calma e estabilidade ao reino.

A ingenuidade e coragem fazem de Lily uma personagem carismática, e o seu sistema de action rpg traz uma boa dose de entusiasmo e imaginação à nossa heroína.

Blossom Tales: The Sleeping King bebe do clássico da Super Nintendo, e apesar de até os itens serem semelhantes ao Link to The Past, é nas quatro divertidas dungeons que o jogo brilha. A sua ligação é consistente, e as sidequests são curiosas tanto pela diversidade, quer pela sua constante evolução em termos de dificuldade. Se querem completar o jogo a 100% terão de as fazer. Só é pena a Switch não ter ainda um sistema de achievements ou troféus.

Com puzzles bem estruturados, a Castle Pixel usa uma plataforma que lhes é familiar, fazendo uma espécie de tributo e interpretação daquilo que seria um action rpg nos dias de hoje.

Apesar do jogo estar disponível no Steam, Blossom Tales: The Sleeping King encontrou na nova consola da Nintendo, a sua casa. O sítio perfeito para os amantes de Zelda. Especialmente os saudosos, pois podem voltar a mais uma aventura, naquele que para mim, foi um dos melhores jogos da sua geração.

Principalmente  no natal, fez-me lembrar de uma época em que a então Super Nintendo fazia as delícias das prendas… e agora 27 anos mais tarde, pude passar o meu dia a jogar o melhor jogo estilo Zelda em 2D na minha Switch.

Analisado por Francisco Pereira

Locução de Ágata Serralva


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>