A Vida Secreta dos Nossos Bichos 2 – Mais fofos, mais loucos e muito menos secretos.

Depois do sucesso retumbante de A Vida Secreta dos Nossos Bichos, a lllumination quis continuar a explorar a questão: o que fazem os nossos bichos quando não estamos em casa?

A sequela retorna as personagens do filme original, para explorar uma nova fase das suas vidas e introduz elementos cativantes como a cadelinha destemida Daisy (Tiffany Haddish) ou Rooster, um cão pastor interpretado por Harrison Ford – João Lagarto na versão portuguesa.

Três aventuras ocorrem de modo distinto, onde Terrier Max (Patton Oswalt / João Manzarra), Pomeranian Gidget (Lake Bell / Cleia Almeida) e o coelho Snowball, (Kevin Hart / Rui Unas), se encontram em situações arrebitadas e fora do seu cantinho predilecto, onde terão de ultrapassar medos e defender os seus e o que é seu.

Com o âmago emotivo do filme estabilizado em Max e o seu sentido ultra-protector sobre o novo membro da família, o bebé Liam, a acção segue com Snowball, que salva um tigre do circo… e Gidget, que tem de enfrentar uma gataria para resgatar o brinquedo preferido de Max.

A neurose e os receios de Max, as ilusões de super-herói do pequeno coelho e a operação secreta de Gidget, são aventuras acompanhadas da banda sonora do oscarizado Alexander Desplat (The Shape of Water, The Grand Budapest Hotel), que explora com graça e poder, cada  personagem: Max tem direito a um tema western; Gidget é envolvida num registo de música assustadora de casa assombrada; Snowball, elevado com uma melodia de super-herói.

A Vida Secreta dos Nossos Bichos 2 usa e abusa da linguagem das séries televisivas, emparelhando personagens e saltando de cena em cena, revelando momentos de humor sórdido e inesperado, mas também de ternura, compondo o que está no cerne da viagem emocional do filme: a aprendizagem e a preparação de quem mais gostamos para a independência.

No final, quando as três linhas narrativas se cruzam, o filme perde alguma tensão e precisava claramente de mais pulso na trela, mas o seu lado solto abre espaço para uma futura aventura televisiva numa plataforma de vídeo on demand.

E aí, cenas como a ansiedade única dos animais na sala de espera do veterinário; uma gata em altas com erva-gateira; ou o fascínio da cambada de gatos ao verem o laser vermelho que tanto os azucrina, ser conquistado, vão-te ficar na retina e valer a ida ao cinema.

ESTREIA:06/06/19


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>