CHOCOLAT

Com Omar Sy, actor referência da nova geração francesa e James Thierree, neto de Charlie Chaplin, Chocolat narra a história de Rafael Padilla, o palhaço que se tornou o primeiro performer negro a ter sucesso na Belle Epoque francesa.

Os dois actores são a energia motora do filme e a exuberância magnética de Omar Sy (Chocolat), tem como contraponto a pantomina de Thierree (Footit), que encarnando o seu papel ou fora dele, intriga-nos, deixando sempre dúvidas sobre as suas verdadeiras intenções.

Espécie de biopic, baseado livremente no livro de Gerard Noiriel e em artigos noticiosos da época, Chocolat passa uma tangente às complexidades históricas da rejeição racial e imigração ilegal, para se exultar na comédia slapstick da época, que por vezes nos desgasta na sua insistência.

Filme ambíguo, surpreende-nos na forma como cresce e muda de um retrato onírico e divertido, para uma memória triste de um escravo que tocou o céu e se viu de novo rejeitado e aprisionado.

Estreia: 10 de Novembro.


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>