SYLVAIN CHOMET – O ARTESÃO INCONFORMADO

Sylvain Chomet mantém a sua crença na arte e na escolha do melhor meio para contar uma história. Autor que usa animação tradicional com integração 3D, abanou o mundo da animação com a curta-metragem La vieille dame et les pigeons

Aliciado pelos grandes estúdios, resistiu, e avançou com a personagem da velha mulher que alimentava pombos com bolos, para a criação de Madame Souza, a protagonista portuguesa de “Belleville Rendezvouz”.O ciclista Champion educado pela avó Madame Souza, é raptado por dois misteriosos homens, enquanto corre a Volta à França. A avó e o cão Bruno partem então à sua procura, viajando até Belleville.

Esta longa-metragem acentuou o estilo do autor francês, onde as caricaturas animalescas de estereótipos culturais, vivem e sobrevivem na margem da sociedade, com emoções exageradas. Pois ora vivem mudas, ora sobrevivem cantando alto e bom som.

Observador do dia a dia, Sylvain Chomet tem em si, o realismo italiano, o absurdo de Monthy Python e o expressionismo alemão.

Mas o seu projecto de animação seguinte, seria sob a égide do cómico francês Jacques Tati, que viu na poesia da animação, a melhor representação. “O Mágico” baseia-se num guião que Tati escreveu entre “As Férias do Sr. Hulot” e “O Meu Tio” .Com menos público, um mágico precisa de viajar para se manter. Rumo à Escócia, conhece uma rapariga, e ao mesmo tempo que deseja ajudá-la, precisa de encontrar meios para os sustentar.Ambientado na era do rock n rol, do consumo da televisão, da vaidade e do início do ruído da comunicação, O Mágico tem as linhas de Tati, misturadas com um melancolismo natural da banda desenhada franco belga.

O seu próximo filme é Atilla Marcel, que estreia o realizador numa longa metragem de live action.

Já nas nossas salas de cinema, partilha o mesmo humor e poesia de Belleville Rendezvous, mantendo a paixão de chomet pelo singelo da vida e a magia de filmes sobre o amor genuíno por quem nos rodeia.

Com momentos de humor espirituoso que nos deixam de sorriso honesto e desarmado.

Texto:Daniel Antero Locução:Ágata Serralva


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>