HELL FEST – “Entra, se tiveres coragem.”

HELLFEST – PARQUE DOS HORRORES

“Entra, se tiveres coragem.”

Há uma atracção de verão mal resolvida, um grupo de amigos, um festival local de horrores e um serial killer mascarado que faz do mesmo a sua feira popular. À primeira frase já se vislumbra como isto vai acabar.

Natalie (Amy Forsyth) vem passar o fim-de-semana à casa dos amigos. Brooke (Reign Edwards), a sua melhor amiga, tem preparados uns dias divertidos: bilhetes VIP para a feira de horrores que a paixoneta de Natalie arranjou para o grupo. Como personagem guardiã de alguma responsabilidade, Natalie encontra-se a princípio reticente, mas depressa acede a juntar-se com a perspectiva de rever Gavin (Roby Attal).

Depressa encontram o nosso mascarado anónimo, que apenas espera um eventual deslize de alguém na feira para iniciar a sua festança de carnificina. E este deslize pode ser tão literalmente um encontro de braços, um olhar menos inocente.

Segue-se uma hora de encontros, desencontros, do jogo do rato e do gato. Uma sucessão de labirintos estrategicamente providenciados pelo festival, gritos histéricos de jovens e mortes ao estilo The Evil Dead (Sam Raimi) , mas em pobre e mau. Junta-se a isto a inevitável incredulidade de todos os responsáveis do parque temático, pois apenas se trataria de um empregado a fazer o seu trabalho. Afinal de contas, todos foram para se divertir e ser assustados.

 

Nada nos fará recordar Hell Fest por muito tempo.

Interpretações razoáveis de aspirantes a actores, realização medíocre, argumento sofrível. Um lado positivo acerca da película é que a hora e meia passa depressa e sentimo-nos medianamente entretidos, entre um e outro pequeno salto da cadeira, por entre assomos do nosso mascarado. Tudo sem ter que pensar muito. Nem nada para digerir depois, como uma garfada de nada.

ESTREIA: 11/10/18


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>