Um Lugar Silencioso

Caminham em bicos de pés, rodam frascos de plástico com minúcia de cirurgião, evitam sons inesperados e qualquer tipo de alegria é interior e só é visível nos olhares. Cada passo é calculado, cada som em sussurro, o grito que em todos explode, tem de ser abafado.

John Kransinski traz-nos a luta de uma família, pai, mãe e três filhos, que se resguarda do mundo exterior, evitando a todo o custo emitir sons que alertem criaturas mortíferas, que caçam pela audição. O facto da filha mais velha ter deficiência auditiva, apesar de permitir a vantagem de comunicarem por língua gestual, traz também um perigo acrescido, pois esta não se apercebe do que a rodeia.

Num filme praticamente sem diálogos, com um rastilho lento, são vários os elementos ominosos que nos despertam imediatamente o medo: um prego espetado numas escadas, um despertador em tique-taque, pilhas num brinquedo…a mãe grávida (Emily Blunt).

A parentalidade é o foco de emoção neste drama de horror. O amor, a ternura e a protecção está sempre em primeiro lugar, e a vida tem de continuar, mesmo que as tarefas mais banais e mundanas sejam marcadas pelo peso do som e causadoras da destruição… caso sejam feitas de modo descuidado.

Este drama/horror vai-te fazer ouvir o quotidiano de forma aguçada, pois irás afundar-te no surround do cinema, entrando numa experiência interactiva inconsciente. O som do teu próprio corpo na cadeira, parece influenciar a probabilidade de sobrevivência. O som das pipocas nunca vos irritou tanto.

Um Lugar Silencioso estabelece-se no seu microcosmos de criaturas alienígenas que atacam tudo o que ouvem. Neste sítio,  a subtileza predomina e desde o respirar ao ranger do chão, o som é a ânsia de um realizador que quer contar a história da sobrevivência pelo silêncio. Mas o ruído tem data marcada e vem com a força do nascer de uma criança.

ESTREIA:03/05/18


About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>